moda

10 INSTAGRAM QUE FAZEM A DIFERENÇA!

Primeiramente eu gostaria de parabenizar todas as mulheres pelo nosso dia.
E como hoje é um dia muito especial, nós separamos 10 instagrans, não só plus size, mas que fazem a diferença, ou nós representando, ou nós ajudando, nós entretendo, emocionando, provando que nós podemos e conseguimos ser e realizar qualquer coisa.

6.png

EFF YOUR BEAUTY STANDARDS

Esse é o melhor instagram para começar.
É um instagram que contém, foto de looks plus size lindos, frases lindas, mulheres que se aceitam, tudo sobre emponderamento feminino.
Tudo o que você precisa para começar o dia bem, para começar a se aceitar, caso você ainda não tenha feito isso e looks incríveis para você se inspirar.
Ele prova que todas nós merecemos e precisamos nós sentir bonita.

9.png

Mariana Xavier

Criticada duramente por estar acima do peso, a atriz Mariana Xavier, de 33, anos, já comentou em algumas reportagens que chegou a engordar 20 quilos em apenas um ano. Foi então que, desde os seus 26 anos, decidiu assumir publicamente e com muito orgulho, sua “condição de gordinha”.

Mariana afirma que, apesar de ter se tornado referência para várias mulheres mais cheinhas, não busca levantar bandeiras nem incentivar outras pessoas a ter a mesma postura que ela. Ela defende que apenas acredita que cada um tem que escolher o que lhe faz bem e respeitar o outro.

“Não estou em busca de magreza, mas sim de uma vida ainda mais saudável. Quero ter disposição, ficar mais gordelícia para mim! Se emagrecer, ok. Mas nem posso muito mais por causa dos trabalhos que estou fazendo e estou disputando agora. Preciso me manter gordinha. E quero! Não vou mudar. Talvez mais dois quilos para dar aquela margem de segurança para as festas de fim de ano”

1.png

Luiza Helena Trajano Inácio Rodrigues

É uma empresária brasileira que comanda a rede de lojas de varejo Magazine Luiza.

Luiza fez sucesso nas redes sociaisapós participar de uma entrevista no programa Manhattan Connection, onde rebateu críticas feitas pelo apresentador Diogo Mainardi. Mainardi afirmou que o varejo brasileiro estava em crise, Trajano rebate dizendo que o Brasil estaria vivendo a “década do varejo” e que enviaria ao apresentador os dados corretos.

5.png

 Stefania Ferrario

Lançou uma campanha para acabar com o termo plus size.
Por qual motivo uma modelo não pode ser simplesmente uma modelo? É a pergunta que a australiana Stefania Ferrario se fez antes de integrar uma campanha que quer o fim do termo ‘plus size’.

“Nós temos uma sistema já usado para tamanhos. Nós não precisamos de uma classificação ‘plus’ sem sentido para isso”, escreveu Stefania em sua página no Facebook, acompanhada da hashtag #droptheplus (que significa ‘rejeite o plus’, em tradução livre).

Além disso, ela compartilhou em seu Instagram uma foto sua de topless, cobrindo os seios e com a seguinte frase pintada no seu abdômen: “Eu sou uma modelo”. Simples assim.

2.png

 Oprah

Em 10 de fevereiro de 1993, Oprah conseguiu uma entrevista com o Rei do Pop Michael Jackson que se tornou o quarto evento mais assistido da história da TV mundial, com 100 milhões de pessoas assistindo o programa de todas as partes do mundo, simultaneamente
O especial, intitulado “Michael Jackson talks… to Oprah”, ao vivo, da mansão do cantor.

Dez anos depois Oprah tornou-se a primeira afro-americana a estar entre os 50 filantropos americanos mais generosos.

A Angel Network de Oprah Winfrey, instituição beneficente que ela fundou em 1998, arrecadou mais de US$ 80 milhões para apoiar projetos beneficentes e oferecer subvenções para organiza- ções sem fins lucrativos ao redor do mundo. Antes de ela parar de aceitar doações em 2010, Oprah pagou pessoalmente todas as despesas administrativas, permitindo que cada centavo dos fundos arrecadados fosse destinado para apoiar os programas beneficentes. Além disso, ela investiu US$ 40 milhões e dedicou tempo pessoal para estabelecer a Academia de Liderança Oprah Winfrey para Meninas perto de Johannesburgo, na África do Sul.
No dia 20 de novembro de 2009, Oprah Winfrey anunciou e confirmou o fim do seu programa para 2011, depois de mais de vinte anos no ar pelo canal de TV estadunidense ABC.

“Eu amo este programa, e amo o bastante para saber quando é hora de dizer adeus”.

8.png

Raiza Costa

É uma brasileira que mora em Nova York, dona do blog Dulce Delight. Lá, ela decidiu fazer um programa só ensinando técnicas de verdade, do início ao fim.

Ela dá receitas deliciosas com fotos fofas e tem sempre a versão em vídeo, em que ela mesma prepara e explica tudo. Tipo num programa de culinária.

Os vídeos são o principal da história toda, são focados na receita e não no apresentador.

Raiza participou do “Masterchef” – um mega reality show de culináriaque é exibido aqui no Brasil pela TLC .

 

3.png Adele

Muitas pessoas são reconhecidas pelos seus prêmios. E se tem uma pessoa que pode falar com total propriedade sobre isso, é a Adele.

Vamos ver prémios e indicações recebidos por ela.
Ela lançou três álbuns de estúdio; 19, em janeiro de 2008, 21, em janeiro de 2011 e 25, em novembro de 2015 pela Columbia Records. Alguns singles de 19 chegaram à parada da Billboard nos Estados Unidos e no Reino Unido, incluindo “Chasing Pavements”, “Cold Shoulder”, “Hometown Glory”, e “Make You Feel My Love”.

O sucesso de Adele, foi comprovado com prêmios como a entrega pela primeira vez do “Critic’s Choice” no Brit Awards, European Border Breakers Award de Melhor Álbum e dois Grammy Awards de Artista Revelação e Melhor Performance Pop Vocal Feminina. Para “Chasing Pavements”, Adele recebeu oito indicações, no Grammy Award, MTV Video Music Awards, Q Awards, Brit Awards.

Em 2011 com a rápida venda do álbum 21, Adele recebeu o IFPI por venda de mais de 1 milhão de cópias, e foi novamente indicada ao Mercury Prize em Álbum do Ano. Em dezembro, o 21, foi declarado o álbum mais vendido do século XXI no Reino Unido. Adele também recebeu o título duplo de álbuns mais vendidos do ano no Reino Unido, com 19 e 21.

Em 2012, a cantora recebeu um grande número de indicações no Grammy Award, com seis, sendo a cantora favorita da edição. Forão elas: Gravação do Ano, Canção do Ano, Video Em Forma curta, com “Rolling in the Deep”, Melhor Performance Pop Vocal Solo com “Someone Like You”, e 2 indicações com o álbum 21, Melhor Álbum vocal de Pop, e a mais importante da cerimônia, “Álbum do Ano”, com exito em todas elas. No BRIT Awards de 2012, a cantora recebeu 3 indicações, incluindo “Álbum Britânico do Ano” com 21, além de vencer nas categorias “Melhor Artista Feminina solo” e “Mastecard Album Britânico do Ano”, também com o disco.

Cansou? Tomara que não, pois nossa próxima indicada também ganhou muitos prêmios.

4.png

Melissa Mccarthy

Se tem uma atriz plus size que gosta de ser a protagonista, essa é a Melissa Mccarthy. E como a Adele, ela não se contenta só com indicações não!
Em 2011 ela ganhou o o prêmio de Melhor Atriz em Série de Comédia em Mike & Molly no Emmy Awards, em 2012 de Melhor atriz de comédia em Bridesmaids no MTV Movie Awards, mais um de comedia em 2014 com Tammy no People’s Choice Awards e no Teen Choice Awards em 2013 com Melhor química – (compartilhado com Sandra Bullock ) no filme The Heat .

10.png

Jessamyn

“Na academia me disseram que algumas aulas não eram para mim, porque eu atrasava os outros alunos. Nunca mais voltei, mas decidi fazer algo a mais. Criei uma comunidade online para mulheres plus size que adoram se exercitar, a #aussieFITcurves, para provar para todas que o que você faz com o seu corpo é mais importante do que a aparência dele.”

Você pode não acreditar mas ela é uma diva fitness.
Só porque somos gordinhas não quer dizer que somos sedentárias. E a Danielle prova isso.
Para você que ama se exercitar, yoga, pilates, tem que segui-la.
Três min vendo suas fotos já é o suficiente para se convencer de que quando você quer, tenta, persevera, você vai conseguir.
Não deixe que as pessoas digam o que você pode ou não fazer!

7.png

Ashley Graham

“Não acreditava muito nos primeiros meses, mas li em um livro que, se eu me olhasse no espelho todos os dias, dissesse isso e acreditasse de verdade, iria acontecer. Comecei a amar meu corpo, passei a me exercitar e a cuidar de mim. Nenhum homem, nenhum trabalho, nenhum amigo vai me dizer quem eu sou. Eu vou dizer a mim mesma quem eu sou.”

Ashley é uma das fundadoras de um coletivo de modelos plus batizado de ALDA, que incentiva as mulheres a amarem seu corpo independente do manequim. Quando olho para as fotos dela penso ” Com certeza ela nunca teve problemas de autoestima”. Mas, eu estava enganada, como a maioria de nós, ela nem sempre amou a imagem que ela via no espelho. Assista uma palestra, em que a top com humor e autoconfiança, passa uma mensagem sobre aceitação que merece ser vista tanto por quem tem manequim 36 quanto pelas que vestem 50.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s